Como cuidar da saúde mental em meio a uma pandemia?

autocuidado Mar 17, 2020

Está se sentindo ansioso em relação às notícias atuais? É comum estar um pouco nervoso, afinal, o mundo nunca enfrentou nada parecido. A pandemia de coronavírus provocou uma movimentação urgente para conter a doença e uma das medidas adotadas por vários países é o isolamento social. Forçadas a ficar em casa, as pessoas passam a ver mais televisão e usar mais internet, e a oferta de notícias nesse momento nunca foi tão grande. De acordo com dados do Google, a COVID-19, nome oficial da doença, já teve 2.1 bilhões de menções na mídia - a AIDS, outra doença altamente divulgada, teve apenas 69.5 milhões de notícias relacionadas.

Para evitar o pânico generalizado e o medo em relação ao coronavírus, a Organização Mundial da Saúde soltou um comunicado com dicas para proteger a saúde mental. São medidas de autocuidado importantes para manter a serenidade e deixar a rotina mais leve. Dá uma olhada:

Dicas de saúde mental em meio ao COVID-19

Sem preconceito. Sabe-se que a doença já atingiu diferentes países e pessoas de etnias, raças e nacionalidades diferentes. No início, como o vírus surgiu na China, o preconceito com asiáticos subiu consideravelmente, e a OMS pede empatia com quem foi infectado - “quem está com a doença não fez nada de errado”, aponta o documento.

Cuidado com a nomenclatura. A indicação da OMS é evitar falar em “vítimas”, “casos” ou “doentes”. O melhor é falar em “pessoas que têm COVID-19”, já que depois de curadas, elas continuarão a vida normalmente. Empatia é a palavra!

Evite ver muitas notícias. Nessas horas, o excesso de informações pode ser bem nocivo à saúde mental, causando ansiedade e nervosismo. Prefira informar-se uma ou duas vezes ao dia, apenas de fatos essenciais para ter conhecimento sobre a doença, como evitá-la e como se preparar para os próximos dias.

Dê espaço para notícias boas. Procure histórias positivas sobre o coronavírus, como número de curados, medidas efetivas de prevenção ou qualquer outra coisa boa em relação à crise. Ajude, também, a divulgá-las entre seus amigos e familiares!

Mantenha a rotina normal em casa. Principalmente se estiver com crianças. A dica é organizar atividades criativas e divertidas para o tempo de isolamento social. Além disso, falar abertamente sobre a COVID-19 pode amenizar a ansiedade das crianças, que podem estar com vários questionamentos sobre a situação.

Cuide dos idosos. Por ser um grupo de risco, a maioria está em isolamento, o que pode causar mais ansiedade e irritabilidade neles. Ofereça apoio emocional e ajuda no que puder - muita gente está indo ao mercado pelas pessoas mais velhas, por exemplo.

Honre profissionais da saúde. São eles que estão na linha de frente da pandemia, cuidando de quem precisa - o que deve gerar ainda mais estresse e medo para eles. Além de reconhecer o ótimo trabalho que fazem, se você está perto de algum profissional da saúde - dentistas inclusos! -, ofereça suporte e reconhecimento.

Aqui na SouSmile, estamos preocupados com a situação atual e tomamos medidas para conter o vírus e proteger a saúde dos nossos clientes e colaboradores. Se todos colaborarem, será só uma fase, que vai passar logo. Estamos juntos!

SouSmile

apaixonados por sorrisos, bem-estar, transparência e autoestima :)